ROTEIRO Pernambucano incluindo Noronha

Antes de começar a falar especificamente de Fernando de Noronha vou fazer uma introdução sobre meu roteiro pernambucano: Recife, Noronha, Olinda e Porto de Galinhas.

Eu e acredito que 90% da população brasileira sonha com um dia conhecer Noronha. Desde que comecei a viajar tinha esse desejo.

Esse roteiro estava na gavetinha esperando uma promoção fazia tempo. E na melhora da pandemia, sim melhora, onde eu iria com maior segurança? Uma ilha no meio do mar em que é obrigatório ser testado para entrar.

Foi aquela “cutucada” no cérebro para embarcar, outra para sair da ilha e mais outra passados alguns dias da volta para garantir que tinha dado tudo certo e não estaria carregando o vírus comigo pela minha cidade.

É chato? é, mas acho que é a melhor saída para ficar tranquilo.

Foi uma viagem totalmente diferente de todas as outras, sem barzinho de calçada para ver a vida passar, meu hobby preferido. Fiquei em apartamentos ou pousadas com cozinha e com maior privacidade. Aumentou os custos? Nas estadias sim, mas em compensação os custos com comida fora não existiram, foi tudo na base do supermercado e cozinha.

Confesso que a ideia era ir só para Noronha, mas o pacote de voôs é ofertado em promoção com data de entrada e saída, quando muda para mais dias o valor é bem significativo. Então, ir só para Noronha, mesmo fazendo conexão em Recife, me pareceu burrice (rimou rsrs), enfim, adaptei o roteiro para conhecer outros cartões postais de Pernambuco. Foi um tanto difícil conciliar com o que meus olhos queriam ver sem extrapolar e correr maiores riscos. Consegui hospedagens que me possibilitaram maior privacidade, cozinhei e claro: abri mão de algumas coisinhas para poder ir neste momento.

O roteiro:

dia 1: RECIFE: chegamos em um fim de tarde, ficamos na praia dos tubarões (mas não vi nenhum), Praia de Boa Viagem; é linda até de noite.

dia 2: Na manhã do dia seguinte, antes de embarcar para Noronha, fomos conhecer o Recife Antigo, pontos marcantes da história do nosso Brasil, fiquei fascinada e descobri um tipo de turismo que me prendeu: turismo histórico do Brasil.

Na parte da tarde chegamos em Noronha e fizemos nossa primeira trilha para ver o pôr do sol. Neste paraíso ficamos por 5 dias (farei outra postagem especificamente sobre estes dias).

dia 7: Saímos de Noronha e desembarcamos no aeroporto de Recife, tomamos um UBER e fomos até Olinda. Dormimos numa pousada que é um convento antigo, no coração do centro histórico. Na manhã seguinte fui conhecer mais da história do Brasil.

Dia 8: pela tarde chegamos a pequena Maracaípe onde desfrutei de dormir de frente para o mar. Vi duas vezes o nascer de sol e estes ficaram registrados na minha alma.

Dia 10: Outro uber até a praia de Muro Alto que fica ao lado da badalada Porto de Galinhas. Nesta ficamos por 4 dias e depois voltamos para casa.

DICAS PARA MONTAR ESSE ROTEIRO:

Comece o roteiro definindo os voôs de Noronha, faça várias simulações, dias da semana e quantidade de dias por lá interferem significadamente nos valores.

Depois escolha as atrações nos arredores, Olinda e Refice. Consulte pelo app os Ubers ou até mesmo talvez valha locar um carro.

Se for para indicar um único trasfer privado para esses deslocamentos, indico o nosso que foi muito atencioso, pontual e higienizava o carro antes de embarcarmos. Seguem os contatos de Angelo Ramos.

https://www.compassdriver.com.br/

📱 +55 81 98204.9188
📨 contato@compassdriver.com.br

Na sequência sairá um post de Recife, outro de Noronha, depois Olinda e um das principais praias ao redor de Porto de Galinhas e a própria.

Até mais,

Kussia.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: