Rota Romântica da Alemanha

  • Onde fica?

No SUL da Alemanha, na região da Bavária, são 410 km distribuídos em 29 encantadoras cidades, algumas pequenas e outras nem tanto. A ideia dessa viagem foi alugar um carro e ir descendo a estrada, marcar os pousos e ir conhecendo a encantadora Rota Romântica.

  • O que PRECISO para DIRIGIR na Alemanha:

Você vai precisar da carteira de motorista internacional, a PID que custa em torno de 70 reais, deve ser solicitada em qualquer DETRAN e tem a validade igual a da sua CNH brasileira, que a propósito é necessário levá-la junto.

  • Como alugar CARRO:

Alugamos o carro com a Okmobility e custou em torno de 40 euros a diária. Tínhamos duas opções: Peugeot 208 ou um Renault Clio. Carro do ano, com câmbio automático, ar condicionado, em perfeito estado.

Uma dica que daria, ao devolver o carro: tire fotos que comprovem que você devolveu em perfeito estado, pois na devolução não é dado recibo, algo que para nós brasileiros não é muito aceitável, mas que na Alemanha é visto como comum.
Locamos o carro já no aeroporto, ao sair repare onde está saindo, na volta tivemos dificuldade em achar o estacionamento das locadoras.

  • GASOLINA – PEDÁGIOS: gasolina custa em torno de 1,80 à 2 euros
    Nessa região da Rota Romântica não há pedágios pois você transitará principalmente em estradas secundárias. Mas estar na autoestrada da Alemanha não é motivo de pânico, geralmente são várias pistas e você pode escolher uma para trafegar mais devagar.
  • Por qual AEROPORTO entrar: Eu diria que a melhor entrada para brasileiros dispostos a fazer a Rota Romântica é o Aeroporto de Frankfurt.

A ROTA:
Como disse, são 29 cidades que compõe a rota. Seguem as cidades que passei (parei em quase todas), ao te mostrá-las vou dizer as que mais valem a parada:

DIA 1:

WERTHEIM: fica à 90km de Frankfurt, a Rota Inicia em Würzburg, mas escolhemos ficar em Wertheim como pouso na noite da chegada, a escolha foi por ser bem mais em conta o Airbnb e também por ter lá um outlet de referência alemã e de grandes marcas internacionais. Eu queria me “suicidar” com o euro nas alturas. Wherteim fica à 31km de Würzburg, onde se inicia oficialmente a rota. Mas não pense que lá tem apenas o outlet, é uma cidade encantadora, histórica e também tem um castelo. Tempo de visita: cidade 1h30min entre a cidade velha e castelo, no outlet não me arrisco a dizer o tempo que fiquei, precisei fazer pesquisa para o trabalho.


WÜRZBURG: é considerado o KM ZERO da rota, vou contar a quilometragem daqui por diante. Cidade grande, considerada o coração do vinho branco. Por lá a tradição é tomar um vinho sobre a ponte no final da tarde, depois de conhecer a grande cidade velha, o palácio e o castelo. Separe 3 horas de visita.


TAUBERBISCHOFSHEIM: km 31 da rota, nessa cidade pousamos. Separe 1 horinha para conhecer a cidade velha.

DIA 2:
LAUDA-KÖNIGSHOFEN: km 41 da rota, cidade simpática, com um portão bem simpático, perambulamos 1hora descobrindo seus cantinhos.

BAD MERGENTHEIM: km 59 da rota, separe 1h30 no mínimo para percorrer a bela Marketplatz e o Palácio de Ordem Alemã;

WEIKERSHEIM: Km 63 da rota, separe no mínimo 2 horas para conhecer o Palácio Renascentista e o seu belo jardim; na Marketplatz um chopinho vai muito bem.

RÖTTINGEN: km 71 da rota, separe 1 horinha para conhecer a Marketplatz e seus arredores.

CREGLINGEN: km 79 da rota, cidadezinha para colocar em um potinho de tão bonitinha, 1 horinha por aqui é suficiente.

DIA 3:

ROTHENBURG OB DER TAUBER: km 98 da rota, cereja do bolo do sul da Alemanha. Por lá ficamos 2 noites e 1 dia inteiro é suficiente, mas se puder, podes ficar mais que vai ser proveitoso.

DIA 4:

SCHILLINGSFURST: km 115 da rota, é uma cidade que se pode cortar do roteiro, porém se passa por ela de qualquer forma. Por lá tem um castelo onde a atração é visitar aves engaioladas e um museu de bichos empalhados, achei de extremo mau gosto e não recomendo.

FEUCHTWANGEN: km 131 da rota, aqui até 30 minutinhos são o suficiente para conhecer a Marketplatz e dar uma passadinha.

DINKELSBÜHL: km 143 da rota. Cidade super preservada que vai te fazer caminhar mais devagar e olhar tudo mais atentamente. Diria que dá para ver o principal em 1h30min.

WALLERSTEIN: km 165 da rota. Não entramos nessa, precisava fazer alguns cortes e essa me pareceu ser uma das opções de deixar para uma próxima.

NÖRDLINGEN: km 172 da rota. Cidade se estabeleceu dentro de uma cratera de meteorito e por isso tem um formato circular. Em 1 hora conhecemos o miolo da “cratera”.

DIA 5:

HARBURG: km 195 da rota. Nessa cidade pernoitamos e a conhecemos na manhã seguinte. Por lá tem um castelo muito bonito e que tem uma vista linda da cidade. Sem visitar o interior do castelo 1 hora é suficiente.

DONAUWÖRTH: km 212 da rota. Cidade grandinha com casas exuberantes que ficavam no caminho da Estrada Imperial. Aqui o tempo de parada foi maior porque achei uma loja muito boa para umas comprinhas, mas acredito que 1 hora para conhecer a cidade é mais que suficiente.

RAIN: km 234 da rota. Cidade bem pequeninha, parece uma continuação da estrada imperial, no entanto menos grandiosa em prédios. Diria que aqui seria somente uma passadinha, questão de minutos.

AUGSBURG: km 275 da rota. Cidade grande, uma das mais antigas da Alemanha. Ficamos pouquinho tempo porque o dia já estava findando e ainda precisávamos chegar na cidade de pouso, mas separe no mínimo 1 hora para conhecê-la.

FRIEDBERG: km 281 da rota. Esta acabamos cortando, não tínhamos relatos de nada espetacular e tínhamos que fazer um corte.

LANDSBERG AM LECH: km 321 da rota. Nessa cidade fica a prisão onde Hitler ficou preso após tentar dar um golpe para assumir o poder em 1924. Aqui também tem o castelinho que inspirou o desenho da Rapunzel. Outra atração imperdível é a Marketplatz, belíssima. Separe no mínimo 1h30min para essa cidade.

HOHENFURCH: km 358 da rota. Não entramos nessa cidade, outro corte necessário e que nos pareceu aceitável, dado as atrações.

DIA 6

SCHONGAU: km 361 da rota. Última hospedagem da rota, ficamos duas noites. A cidade é super pequeninha, mas aqui fizemos nossa base para visitar outras 6 cidades e depois sair da Rota Romântica.

PEITING: km 364 da rota. Também foi um corte necessário e aceitável.

ROTTENBUCH: km 374 da rota. Tem um convento Augustiner – Chorherrenstift, prédio bonito, no entanto uma visita rápida já basta, se tiver algo para riscar, essa cidade seria o caso.

WILDSTEIG: km 380 da rota. Foi outro corte que fizemos.

STEIGADEN: km 387 da rota. No caminho aos castelos, visitamos a Igreja de Welfenmunster, uma das igrejas mais lindas em estilo rococó que visitei. Por lá também tem a igreja de Weis, conhecida pelo milagre do Cristo que chorou. Separaria 1h30 para conhecer as duas igrejas.

HALBLECH: km 396 da rota. Cidade minúscula, será só sua passagem.

SCHWANGAU: km 406 da rota. Os castelos de NEUCHWANSTEIN e HOHENSCHWANGAU ficam nessa cidade. Aqui está a pérola da Rota Romântica, separe umas 4 horas para o castelo de Neuchwanstein e mais 1 hora para o outro. E diria que para fechar com chave de ouro, um piquenique no lago Alpsee cai muito bem.

FÜSSEN: km 410 da rota. Finalize o dia com a passadinha na cidade, visite a Marketplatz e o castelo. No mínimo 1 hora será necessário.

DIA 7:

Visitamos a cidade de Schongau, onde estávamos hospedados fora do centro e por isso deixamos para ver na volta à estrada. Nesse dia também visitamos Rottenbuch porque ficava no caminho para a Áustria, nossa sequência de destino. Já na sequência de posts irei mostrando as cidades da Rota Romântica uma a uma, dando as dicas necessárias para você programar sua ida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: