Bariloche 2021, mais um roteiro na melhor cidade Patagônica

Eu já havia estado em Bariloche em janeiro de 2018, voltei porque o olho já havia brilhado e merecia um “repeteco”. Agora em dezembro de 2021, depois de ter rodado mais dois roteiros patagônicos, tenho a certeza no que vou recomendar:

Se você nunca pisou na Patagônia, mas sonha em conhecê-la e não sabe por onde começar ou onde investir sua viagem, a reposta é Bariloche.

Bariloche tem tudo: estrutura, cervejarias famosas, passeios de barco, lago calmo para kaiak, trilhas, circuitos de bike e a beleza inigualável da Patagônia. Estando em Bariloche, há também a possibilidade de incluir no roteiro uma cidade vizinha que traz aquele ar de cidade pequena, falo de Villa La Angostura.

Enfim, comece por Bariloche!

Abaixo coloco dicas por dias:

DIA 1 em Bariloche:

Trekking no Sendero Brazo Tristesa

Esse trekking inicia na praia da Baía Lopez, que tem uma das praias mais lindas e frequentadas de Bariloche, recomendo um banho na volta.

A trilha oficial é de apenas 1,7 km e é de nível fácil. A vista final dela já é linda, mas estávamos querendo um pouco mais e encontramos outra trilha no Wikiloc que vai além desse ponto final. 

A trilha que fizemos é de 6 km e de muitas subidas escaladas, por isso, dali em diante se considera uma trilha de nível difícil, mas com lindas vistas do Lago Nahuel Huapi e do Cerro Tronador. 

Informações:

  • Entrada gratuita na baía 
  • Usar tênis de trilha com garrinhas
  • Luvinhas para ajudar na escalada são bem vindas
  • Repelente, protetor solar: trilha bem aberta nas partes escaladas.
  • E muita vontade de ver vistas incríveis. 

DIA 2 em Bariloche:

Cerro Otto 

É um dos passeios preferidos para quem quer ter uma vista incrível de Bariloche e do Lago Nahuel Huapi e isso sem esforço. 

Pode-se chegar até lá de 3 maneiras: 

  • Há quem faça trekking, mas é todo em estrada aberta e com muita poeira, penso que perde um pouco a graciosidade de uma caminhada agradável. 
  • A mais usada e mais recomendada: Teleférico que custa 2.00 pesos, mas só funciona quando as situações climáticas deixam, não tive essa chance pois estava ventando muito.
  • Dirigindo pela estradinha empoeirada e de bastante sinuosa que exige bastante atenção.

Para quem sobe de carro chega até um estacionamento e dali em diante se sobe a pé ou se pega um funicular, que custa 1.500 pesos. 

Se você pensa que caminhando vai economizar… segundo o guarda, quando se chega lá em cima, tambem se paga. Não sei, resolvi evitar a fadiga. 

Chegado lá em cima, você terá uma vista incrível e uma confeitaria giratória que te dará uma vista de 360º de cima do Cerro Otto para todo o vale. De lá se consegue ver as outros cerros famosos e os Lagos da região, realmente é incrível e imperdível! 

Na confeitaria as opções são de quitutes para um café ou até um almoço. Os preços são um pouco acima dos que são praticados no centro da cidade. 

Tomei um helado enorme e custou 490 pesos. 

A confeitaria funciona só até as 18h e tem tempo máximo de permanência de 1 hora na mesa, é muito concorrido o m2 com vista por lá.

Junto da confeitaria há uma galeria de arte, com réplicas perfeitas das obras do Miquelangelo, estão por lá: Davi, Piedade e Moisés; todas em tamanho original.

Outras atrações para quem visita o Cerro Otto, são as estações de esqui: O Piedras Brancas oferece opções no verão também, como arvorismo e tantas outras.

Vindo de carro, antes de chegar no estacionamento tem um balanço de aventura, aqueles com bordas e gritos infinitos. Custa 1.200 pesos e promete muitos frios na barriga. 

SEGUNDO PASSEIO DO DIA 2 EM BARILOCHE

Lago Gutiérrez, é tido como um dos mais lindos de Bariloche, como na hora que lá estive estava nublado, não saberia dizer se também o considero, mas vale a passada por lá, ele fica para o mesmo lado do Cerro Catedral.

TERCEIRO PASSEIO DO DIA 2 EM BARILOCHE

La Estepa

É um pequeno povoado que fica à 30 km de Bariloche, na mesma direção do aeroporto e em direção contrária do restante dos passeios.

Um passeio à mais para se fazer por lá, o qual me caiu bem para o dia super ventoso em que um trekking na montanha estava totalmente fora de cogitação.

O nome Lá Estepa foi dado pela situação de pampa, vai te lembrar um pouco os nossos Campos de Cima da Serra. Rende belas fotos e contemplações. 

O pequeno povoado de Ñirihuau tem como atração principal a sua estação de trem que preserva a mesma característica da década de 30 que foi quando uma revolução aconteceu com a chegada do trem no centro de Bariloche, graças à ponte de ferro que possibilitou a travessia do trem.

É um passeio de 1h e 30 minutos e é perfeito para a família e também para quem já passou muitos dias em Bariloche. 

Já para os amantes do trekking, a dica é vir de Bariloche pelos trilhos do trem, dizem que é uma bela caminhada.

Tem uma segunda atração nesse passeio de carro: na volta, você vai passar por cima da ponte de madeira e seguir pela estrada de chão em sentido a Ruta 40, já na saída da estrada de chão, preste atenção para uma praia que tem no lado oposto da Ruta 40.

A praia é belíssima, aproveita para dar uma espiada nela. Ali naquele ponto é comum ter os praticantes de kitesurf, embelezam ainda mais a paisagem.

DIA 3 em Bariloche:

PRIMEIRO PASSEIO DO DIA 3: Um dia de PRAIA

Começamos o dia pegando uma praia, já que as temperaturas estavam animadoras e não sei se terei essa mesma chance pois em todas as vezes em que estive na Patagônia, essa foi a única que peguei temperaturas acima dos 30 graus.

Minhas praias preferidas em Bariloche, são: Lago Moreno, Playa Sin Viento e Baia Lopez 

Essa que estou é a Playa Sin Viento, a perfeita para você alugar um kayak e deslizar sobre as águas do Nahuel Huapi.

Depois de deslizar aproveitei para tomar meu último banho dessa temporada.

A água é gelada? É sim, mas vais se sentir encorajado quando ver os Patagônicos curtindo, já que eles viveram toda a neve do inverno e agora estão felizes em poder colocar as pernas de fora. 

Informações: 

  • Aluguel de kayak custa 3mil pesos para cada 1 hora. 
  • Essa praia não possui venda de comes e bebes. 
  • O estacionamento é nas margens da rodovia do Circuito Chico.
  • Papetes estilo crocs são bem vindas já que a praia é de pedrinhas.

Na sequência do dia eu aproveitei que já estávamos na mesma direção e fomos conhecer a Colônia Suiça.

SEGUNDO PASSEIO DO DIA 3 EM BARILOCHE

Colônia Suíça de Bariloche 

Um passeio gastronômico em Bariloche, fica na direção do Circuito Chico, depois da Playa Sien Viento.

Por lá tu vais caminhar nas estradinhas de chão, admirar as casinhas pequenas e ver muita opção em gastronomia de rua e alguns restaurantes, lojinhas de souvenir e artesanato.

A dica para os amantes de cervejarias é: por lá fica a Berlina, uma cervejaria bem famosa que até já teve programana no canal Discovery. Essa sede da Colonia Suiça é maior muito mais bonita da que está no km12 do circuito Chico.

Na volta da Colônia em sentido ao centro, passamos no Mirador Cerro Capilla

CERVEJARIAS de BARILOCHE:

Seus fim de tarde em Bariloche não podem ser melhores do que sentar em uma cervejaria e nas mais privilegiadas terás ainda vista para o Lago Nahuel Huapi.

  • A primeira da lista:

CERVEJARIA PATAGÔNIA

Você já deve ter tomado ou pelo menos cruzado com uma cerveja deles no supermercado, a Patagônia faz grande sucesso no Brasil. Eu sou apaixonada pelas variedades da marca, uma passada aqui é imperdível.

Além da boa cerveja e estrutura da cervejaria, à partir dela se tem uma das vistas mais lindas para o Lago Nahuel Huapi.

Neste prédio foi onde foi fundada a primeira unidade fabril e hoje eles aproveitam do prestigio para fabricar aqui as cervejas especiais que são servidas somente aqui.

A carta de comidas é mais estilo bar e não é tão caro, um pouco mais acima dos valores das outras cervejarias, o que é normal pelo prestígio. O chopp de 500ml custa 400 pesos, consumimos uma tábua de frios que custou 1800 pesos.

E a principal dica para poder curtir esse lugar é fazer reserva com antecedência, pois é muito concorrido e até os bares que ficam do lado externo costumam ter filas quilométricas.

A dica é curtir a parte externa até 20:30 e depois ter a reserva no salão, assim na hora que o frio apertar você estará no quentinho e vendo o sol se pôr. Segue abaixo site para reserva:

patagonia.meitre.com

A segunda da lista das cervejarias:

BERLINA cervejaria

Essa cervejaria tem duas unidades em Bariloche, uma na Colônia Suíça e outra no KM12 do Circuito Chico. Eu recomendaria as duas, mas se for para escolher uma seria a da Colônia Suíça, nós não tivemos essa opção pois ela estava fechada para reforma.

Curtimos a Berlina do KM12 e comemos uma deliciosa tábua de frios e quitutes, 2 chopps e só gastamos 50 reais.

A terceira da lista das cervejarias:

KUNSTMANN

A cervejaria artesanal que iniciou em Valdivia no Chile, possui aqui uma unidade fabril e uma cervejaria de frente ao Lago Nahuel Huapi. Outro lugar para comer bem, tomar uma cerveja de qualidade e ter uma bela vista.

MANUSH

Essa cervejaria visitamos todos os dias em que estivemos em 2018 em Bariloche, porém na unidade do centro, na época fizemos o roteiro sem aluguel de carro e explorávamos só o centro, coisa que não recomendo.

Então nessa temporada visitamos a cervejaria do centro e a que fica na estrada para o Circuito Chico e com vista para o Lago Nahuel Huapi.

Eu sei que você deve estar contabilizando os dias de passeio e as idas as cervejarias e pensando que a conta não fecha, não fecha mesmo, porque fizemos até três cervejarias em uma noite, hehe. Comíamos a entrada em uma, o prato principal em outra e a sobremesa na terceira parada. Somos amantes da cerveja artesanal mesmo.

A cervejaria Manush tem um atrativo à mais, chopp em dobro das 19h às 19h:30min. Lá tambem além de cervejaria de boa qualidade, consumimos um belo prato de salmão que custou 1650 pesos e uma deliciosa provoleta de 710 pesos.

RESTAURANTE PARA COMER O TAL CORDEIRO PATAGÔNICO.

Rincón Patagônico foi o nosso escolhido para provar esse prato típico de toda patagônia.

A janta toda com 2 pintas saiu por 5440 pesos.

CENTRO de BARILOCHe.

Desta vez exploramos os arredores e só damos umas passadinhas no centro. Mas o que é imperdível é tomar um cafézinho no Rapanui e dar um passeio pela praça.

HOSPEDAGEM:

Se é para recomendar sem erro e nem que seja só para passar uma noite, é o Llaollao Hotel.

É o hotel mais famoso de toda a Patagônia, porque simplesmente ele é um spa com vistas do Lago Nahuel Huapi à sua frente, Cerro Tronador à sua esquerda e o Lago Moreno à sua direita.

O Llaollao também está de frente para o Porto de onde partem os cruzeiros do famoso Cruce Andino que fizemos em 2018.

O spa conta com uma piscina de borda infinita, campo de golf, lojinhas, agência para contratar os passeios, (é quase um all inclusive, mas que dá a possibilidade de ser contratado separadamente).

Em Bariloche encerro minha viagem pela Ruta 40. E agradeço por curtir uma patagônia depois de mais esse ano difícil. Lavei nas águas geladas toda a energia ruim e como sempre peguei o avião renovada e inspirada para lutar para tão logo voltar a Patagônia.

Encerro essa viagem com uma curiosidade: sobre o nome PATAGÔNIA

Fernão de Magalhães que foi o primeiro a dar volta ao mundo, quando aqui chegou, ao ancorar o barco na região, avistou os índios que tinham estatura bem maior que os europeus (na época um europeu tinha por volta de 1,60mt de altura). Ao ver aquelas pessoas as considerou gigantes e assim o lugar ficou conhecido como terra dos “patagones” (pés grandes).

E minha observação deles é que são gigantes os Mapuches, homens da Terra, que estão engajados por proteger essa região e preservar a maravilha de natureza que aqui se encontra.

Abaixo seguem os links referente à Bariloche que vi e fiz em 2018:

BARILOCHE DICAS PRÁTICAS DE 2018 https://fridaviaja.wordpress.com/patagonia-2/bariloche/

BARILOCHE CIRCUITO CHICO DE BIKE https://fridaviaja.wordpress.com/patagonia-2/bariloche-circuito-chico-de-bike/

BARILOCHE CIRCUITO GRANDE https://fridaviaja.wordpress.com/patagonia-2/bariloche-circuito-grande/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: